Aguçando olhos e ouvidos

…e o primeiro conselho que surge é “vocês têm dois ouvidos, e apenas uma boca, que tal falar menos e observar mais? Aproveitem para observar.”

Ao ouvir e observar tanta coisa nova, nossos pensamentos entraram em total movimento. Era como se falássemos, mas ninguém ouvisse. Tudo que era visto, tudo o que era ouvido despertava milhões de pensamentos secretos. E agora, todas essas ideias internas podem ser compartilhadas…

 No primeiro dia de caminhada pelas tendas da Cúpula, coisas muito diferentes foram vistas. O que mais chamava a atenção era a presença dos índios: “ De que região eles devem ser?”,“ Qual será a língua deles?”, “Será que eles falariam comigo?”.

 Esses pensamentos expressam o primeiro contato com uma cultura totalmente diferente, muito distante de nós. Mas esse movimento não parou por aí: ao longo do dia surgiram novos questionamentos. No caminho entre cada tenda, nós passávamos por uma feirinha interminável, a quantidade de artesanato e bugigangas expostos por lá nos surpreendeu.

Surgiram comentários como “De onde veio tanta mercadoria?”, “Nossa, tem realmente muita coisa vendendo aqui!”. Logo depois, mais alguns pensamentos me vieram à cabeça: “ Caramba, quantas pessoas estão comprando coisas!”, “Acho que muita gente está aqui com o interesse de consumir mais do que discutir.”, “O surpreendente não é só o quanto se vende, mas também o quanto se compra!”.

Essas ideias foram algumas de muitas que matutaram a minha cabeça e acredito que muitos aqui também tiveram seus momentos e pensamentos inquietantes, e que uma hora ou outra serão revelados.

A partir do momento que chegamos aqui, não sabíamos ao certo o que encontraríamos, mas sabíamos que seria uma experiência nova.

Diante de tantos estímulos, de tanta informação, fomos incentivados a aguçar cada vez mais a nossa habilidade de observar. Vimos e ouvimos muito, e os nossos pensamentos trabalharam sem parar.

Muita coisa que não foi dita, mas só por ter sido pensada eu acredito que nos transformou e, para mim, a transformação é sempre bem vinda!

 

  Milena Klinke, 21 anos  

3 Comentários

  1. Fabinho
    04/07/2012

    Pessoal, certamente a experiência foi incrível!!!!! bjos para todos e morrendo de saudades. Fabinho

  2. Lucy
    04/07/2012

    Que legal Milena, gostei do texto! È ótimo ter por perto coisas que nos inquietam e fazem pensar né?
    Grande beijo,

  3. Denise Baena
    05/07/2012

    Milena, acho que transformação começa mesmo pelo olhar de outro jeito,né? muitos estímulos no Rio.

Deixe uma resposta


× um = 5