Oficina de texto – Temos muito o que dizer

Se escrever já é um desafio, produzir um texto com mais de uma pessoa se torna uma aventura e tanto, é intenso e pode mexer muito com a gente. Abaixo, você lerá mais um resultado dessa jornada. No processo de elaboração desse texto participaram Marina Todescan, 15 anos, SESC Pompeia e Juliana Ferreira, 16 anos, SESC Consolação

Cala Boca Já Morreu – porque nós temos o que dizer

Contar em texto, em foto e em vídeo.

7 bilhões de pessoas no mundo e um projeto que está dando oportunidade aos jovens de efetivar seu direito à comunicação: é o Projeto Radio Ambiente 21, desenvolvido pelo SESC São Paulo em parceira com o Projeto Cala-Boca já morreu. Jovens vindos de todos os lugares. Encontrões. Mediadores.… Vamos fazer uma retrospectiva?
Uma vez por mês, é realizado um encontro com as quatro unidades do SESC (Consolação, Pompéia, Interlagos e Santo André) que participam do projeto, com o objetivo de unir pessoas distintas que fazem rádio ao vivo para discutir um assunto: meio ambiente.
No dia 26 de maio tivemos o Primeiro Encontrão, mas hoje dia 16 de junho de 2012, está acontecendo aqui no SESC Pompeia o Segundo Encontrão. Depois da chegada dos jovens, ouvimos uma fala do professor de filosofia Donizete Soares, na qual ele aprofundou o assunto Ideias Lixo ressaltando o consumismo. Estamos agora realizando oficinas para adquirirmos conhecimento para cobertura de eventos: fotografia, entrevista em áudio, vídeo, ilustração e texto para postagem em blog (esse texto é fruto dessa oficina).
Também não podemos esquecer que todo esse projeto está focado no meio ambiente sem aquela história do caminho final do lixo ou de como preservar a natureza e só. Nós falamos principalmente sobre o ambiente em que nós vivemos e o que está em nossa volta. Falar nisso, você sabe um pouco da história do Sesc Pompéia ?
No século XIX o SESC Pompeia era uma fábrica de geladeiras, que depois de muitos anos foi desativada. Então, esse espaço foi comprado pelo SESC e a pedido da arquiteta Lina Bo Bardi, foi mantida a estrutura completa com tijolinhos, tubulação e um aspecto bastante acolhedor.
E é assim, quem sabe daqui a alguns anos toda essa experiência que a Rádio Ambiente 21 está nos proporcionando não gere uma boa história?

Deixe uma resposta


dois + 9 =