Afinal, o que é educação ambiental?

Pamela Lima entrevistando Paulo Diaz da USP

Paulo Diaz nasceu no Rio de Janeiro e vive em São Paulo há alguns anos. Ele trabalha na Incubadora Tecnológica de Cooperativas Populares da Universidade de São Paulo, ligada à Superintendência de Gestão Ambiental, uma das instituições organizadoras da Conferência.

Além de apresentar um pôster (Arte Educação Ambiental na Coopervivabem, Cooperativa de catadores de Materiais Recicláveis, São Paulo, SP), ele veio até a VI CIEAS para conhecer novas pessoas, ouvir outros pontos de vista e fazer contatos interessantes.

Paulo conta que está acostumado a participar de diferentes eventos na área, mas que fica apreensivo quando se depara com visões de educação ambiental “colonizadoras”, ou seja, que consideram que algumas pessoas detém todo o conhecimento e que, portanto, devem impôr seu modo de pensar e agir para a população. Paulo Diaz defende que a educação ambiental deve ser crítica, emancipatória e transformadora, e que já passou da hora de trazer à tona essas questões para o debate.

Confira a entrevista realizada com ele por Pamela Lima, 18 anos, Wallace Guilherme, 17 e Sthefanny Alves, 18.

1 Comentário

  1. paulo
    14/05/2014

    Valeu pessoal! Vcs são d+!

Deixe uma resposta


9 − = um